Cai número de sem-teto no Japão

Desde janeiro deste ano, 4.977 pessoas sem-teto estavam morando em locais como margens de rios ou parques em todo o país.

O número de sem-teto no Japão atingiu uma baixa de 15 anos, com menos de 5.000, segundo o ministério do bem-estar. Atribuísse a diminuição aos esforços realizados pelos governos locais em ajudá-los a se tornarem independentes.

A contar de janeiro deste ano, 4.977 pessoas estavam morando em locais como margens de rios ou parques em todo o país, queda de 557 ante o ano anterior e ficando abaixo dos 5.000 pela primeira vez desde 2003, quando o ministério iniciou uma pesquisa sobre os sem-teto no Japão.

A pesquisa foi conduzida junto a funcionários de governos locais que patrulham suas comunidades para identificar pessoas que não têm uma moradia permanente.

Mais de 90% do total, ou 4.607, eram homens e as mulheres somaram 177, enquanto o gênero era desconhecido para as 193 pessoas restantes, visto que elas estavam todas cobertas por roupas. Três quartos viviam nos 23 bairros na central de Tóquio e em grandes cidades designadas pelo governo em toda a nação.

Por província, Tóquio registrou o número mais alto (1.242), seguida por Osaka (1.110) e Kanagawa (934).

Em seis províncias – Aomori, Akita, Yamagata, Nara, Shimane e Nagasaki – não houve registro de sem-teto.

O ministério observou que o número atual poderia ser maior que 4.977, visto que a pesquisa foi baseada em observações de pessoas designadas por governos locais, portanto, algum sem-teto pode não ter sido incluído se estava vivendo em um local diferente daqueles onde os funcionários pesquisaram.

Fonte: Portal Mie – Notícias e eventos do Japão

Comentários via Facebook

Cai número de sem-teto no Japão

Desde janeiro deste ano, 4.977 pessoas sem-teto estavam morando em locais como margens de rios ou parques em todo o país.

O número de sem-teto no Japão atingiu uma baixa de 15 anos, com menos de 5.000, segundo o ministério do bem-estar. Atribuísse a diminuição aos esforços realizados pelos governos locais em ajudá-los a se tornarem independentes.

A contar de janeiro deste ano, 4.977 pessoas estavam morando em locais como margens de rios ou parques em todo o país, queda de 557 ante o ano anterior e ficando abaixo dos 5.000 pela primeira vez desde 2003, quando o ministério iniciou uma pesquisa sobre os sem-teto no Japão.

A pesquisa foi conduzida junto a funcionários de governos locais que patrulham suas comunidades para identificar pessoas que não têm uma moradia permanente.

Mais de 90% do total, ou 4.607, eram homens e as mulheres somaram 177, enquanto o gênero era desconhecido para as 193 pessoas restantes, visto que elas estavam todas cobertas por roupas. Três quartos viviam nos 23 bairros na central de Tóquio e em grandes cidades designadas pelo governo em toda a nação.

Por província, Tóquio registrou o número mais alto (1.242), seguida por Osaka (1.110) e Kanagawa (934).

Em seis províncias – Aomori, Akita, Yamagata, Nara, Shimane e Nagasaki – não houve registro de sem-teto.

O ministério observou que o número atual poderia ser maior que 4.977, visto que a pesquisa foi baseada em observações de pessoas designadas por governos locais, portanto, algum sem-teto pode não ter sido incluído se estava vivendo em um local diferente daqueles onde os funcionários pesquisaram.

Fonte: Portal Mie – Notícias e eventos do Japão

Comentários via Facebook
Você está aqui: Alexandre Zart > Spots > Cai número de sem-teto no Japão
Learn Japanese with JapanesePod101.com
%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas