Estética – o sentido do Miyabi (雅 – みやび)

Miyabi – Estética da Elegância

Dando sequencia aos tópicos iniciados por Wabi-Sabi, hoje vamos pincelar algo sobre  Miyabi (雅 – みやび).

MiyabiTrata-se de um dos ideais estéticos mais antigos e tradicionais no Japão , apesar de não ser tão prevalecente quanto o Wabi-sabi ou o  Iki.

No japonês moderno, esta palavra pode ser traduzida como “elegância”, “refinamento”, ou “cortesia” e, algumas vezes é referenciada como “desgosto”.

O ideal aristocrático do Miyabi demanda a eliminação de qualquer coisa que seja absurda ou vulgar e o polimento das maneiras, do falar, e ações para eliminar toda a aspereza e crudez para o atingimento da mais alta graça.

Ele expressou essa sensibilidade à beleza que era a marca da era Heian.

Miyabi é muitas vezes intimamente ligado à noção de Mono não consciente, uma consciência agridoce da transitoriedade das coisas, e assim foi pensado que as coisas em declínio mostraram um grande sentido de Miyabi.

Os adeptos dos ideais de Miyabi esforçam-se para livrar o mundo de formas brutas ou a estética e as emoções que eram comuns em obras de arte do período Heian, quando muitos poemas estavam em contraste com as sensibilidades do ideal. Por exemplo, um poema na coleção comparou o cabelo de uma mulher às entranhas de um caracol. Os ideais do Miyabi são firmemente contra o uso de metáforas como esta. Além disso, a valorização do Miyabi e seu ideal foi utilizado como um marcador de diferenças de classe. Acreditava-se que apenas os membros da classe superior, os cortesãos, podem realmente apreciar o funcionamento do Miyabi.

Arte e Poemas

O Miyabi na verdade limitava a forma como a arte e poemas poderiam ser criados. Desta forma, o Miyabi tentou ficar longe do rústico e bruto, e assim, impediu que os cortesãos  expressem sentimentos verdadeiros nas suas obras. Nos anos seguintes, Miyabi e a sua estética foram substituídos por ideais inspirados pelo zen, como Wabi-sabi, Yugem e Iki.

Os personagens do romance clássico do século XI Genji Monogatari (源氏物語), de Murasaki Shikibu, fornecem vários exemplos excelentes da verdadeira natureza de Miyabi.

O definição atual do Miyabi no Japão não é a mesma que inicialmente floresceu durante o período Heian. O conceito referia-se a um tipo de beleza mais ousada e de longe mais ornamentada do que realmente o é, na atualidade.

Agradar ou refinar os sentimentos através dos cheiros das flores, das madeiras raras, aplicados nos lugares com essências e incensos trazia aos japoneses um sentimento de elevação espiritual.

Celebrar o aroma sentido das flores de cerejeira era um grande evento na família e na comunidade japonesa, as quais se tornaram num Miyabi, símbolo do Japão.

Matana.

Você gostaria de conhecer outro aspecto curioso sobre o Japão?

Por gentileza, não se esqueça que estou em uma jornada no aprendizado de um novo idioma. Assim, posso cometer alguns erros, tanto de grafia como de tradução ou mesmo, de interpretação. Portanto, tenham paciência. Obviamente, críticas construtivas são sempre bem vindas. Para tanto, utilizem o formulário neste link ou o espaço para comentários logo abaixo deste tópico.

Estou neste momento fazendo curso online neste website. Posso dizer que estou gostando muito. Além disso, acompanho vários canais de vídeo  no Youtube e artigos na Internet. Sempre que possível vou procurar manter atualizada a lista de links que julgo relevantes. Ela é facilmente identificável na coluna direita de nossa página.

Estética – o sentido do Miyabi (雅 – みやび)

Miyabi – Estética da Elegância

Dando sequencia aos tópicos iniciados por Wabi-Sabi, hoje vamos pincelar algo sobre  Miyabi (雅 – みやび).

MiyabiTrata-se de um dos ideais estéticos mais antigos e tradicionais no Japão , apesar de não ser tão prevalecente quanto o Wabi-sabi ou o  Iki.

No japonês moderno, esta palavra pode ser traduzida como “elegância”, “refinamento”, ou “cortesia” e, algumas vezes é referenciada como “desgosto”.

O ideal aristocrático do Miyabi demanda a eliminação de qualquer coisa que seja absurda ou vulgar e o polimento das maneiras, do falar, e ações para eliminar toda a aspereza e crudez para o atingimento da mais alta graça.

Ele expressou essa sensibilidade à beleza que era a marca da era Heian.

Miyabi é muitas vezes intimamente ligado à noção de Mono não consciente, uma consciência agridoce da transitoriedade das coisas, e assim foi pensado que as coisas em declínio mostraram um grande sentido de Miyabi.

Os adeptos dos ideais de Miyabi esforçam-se para livrar o mundo de formas brutas ou a estética e as emoções que eram comuns em obras de arte do período Heian, quando muitos poemas estavam em contraste com as sensibilidades do ideal. Por exemplo, um poema na coleção comparou o cabelo de uma mulher às entranhas de um caracol. Os ideais do Miyabi são firmemente contra o uso de metáforas como esta. Além disso, a valorização do Miyabi e seu ideal foi utilizado como um marcador de diferenças de classe. Acreditava-se que apenas os membros da classe superior, os cortesãos, podem realmente apreciar o funcionamento do Miyabi.

Arte e Poemas

O Miyabi na verdade limitava a forma como a arte e poemas poderiam ser criados. Desta forma, o Miyabi tentou ficar longe do rústico e bruto, e assim, impediu que os cortesãos  expressem sentimentos verdadeiros nas suas obras. Nos anos seguintes, Miyabi e a sua estética foram substituídos por ideais inspirados pelo zen, como Wabi-sabi, Yugem e Iki.

Os personagens do romance clássico do século XI Genji Monogatari (源氏物語), de Murasaki Shikibu, fornecem vários exemplos excelentes da verdadeira natureza de Miyabi.

O definição atual do Miyabi no Japão não é a mesma que inicialmente floresceu durante o período Heian. O conceito referia-se a um tipo de beleza mais ousada e de longe mais ornamentada do que realmente o é, na atualidade.

Agradar ou refinar os sentimentos através dos cheiros das flores, das madeiras raras, aplicados nos lugares com essências e incensos trazia aos japoneses um sentimento de elevação espiritual.

Celebrar o aroma sentido das flores de cerejeira era um grande evento na família e na comunidade japonesa, as quais se tornaram num Miyabi, símbolo do Japão.

Matana.

Você gostaria de conhecer outro aspecto curioso sobre o Japão?

Por gentileza, não se esqueça que estou em uma jornada no aprendizado de um novo idioma. Assim, posso cometer alguns erros, tanto de grafia como de tradução ou mesmo, de interpretação. Portanto, tenham paciência. Obviamente, críticas construtivas são sempre bem vindas. Para tanto, utilizem o formulário neste link ou o espaço para comentários logo abaixo deste tópico.

Estou neste momento fazendo curso online neste website. Posso dizer que estou gostando muito. Além disso, acompanho vários canais de vídeo  no Youtube e artigos na Internet. Sempre que possível vou procurar manter atualizada a lista de links que julgo relevantes. Ela é facilmente identificável na coluna direita de nossa página.

Learn Japanese with JapanesePod101.com
%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas